Concurso Nacional de Leitura - PROVA DISTRITAL



Livro a ler na prova distrital:

6 comentários:

  1. QUESTIONÁRIOS 1, 2, 3

    1. 1. “Free – a journey from lost to found” é o título original da obra em inglês. Certo ou errado? Errado. “Wild …”
    2. Estamos perante uma obra de ficção, com traços autobiográficos. Certo ou errado? Errado. Obra documental, não ficção.
    3. O livro foi publicado em 2012 nos EUA e foi logo consagrado com vários prémios. Certo ou errado? Certo
    4. O livro está traduzido em cerca de 30 línguas e ganhou projeção com a sua versão cinematográfica. Certo ou errado? Certo
    5. A protagonista da versão para cinema esteve nomeada para o Óscar de Melhor Atriz Principal que acabou por ganhar. Certo ou errado? Errado. Julianne Moore
    6. Reese Witherspoon é a atriz que interpreta o papel no filme e Cheryl Strayed a escritora protagonista da aventura. Certo ou errado? Certo.
    7. A obra está dividida em 6 partes e cada uma em vários capítulos. Certo ou errado? Errado. 5 partes
    8. Cada uma das partes tem um título e uma epígrafe. Certo ou errado? Certo
    9. A autora dedica o seu livro ao marido e 3 filhos. Certo ou errado? Errado. 2 filhos
    10. Depois do prólogo, o livro inclui um mapa da costa oeste dos EUA com o trilho percorrido pela autora – The Pacific Crest Trail (PCT). Certo ou errado? Certo
    11. O PCT tem mil e setecentos quilómetros, desde o deserto de Mojave até ao estado de Washington. Certo ou errado? Certo

    ResponderEliminar
  2. QUESTIONÁRIO 4 - Trilhos (II parte de "Livre")
    B1. A 2ª parte arranca não com 1 mas com 2 epígrafes. A quem pertencem? Joni Mitchel e Adrienne Rich
    B2. “The Pacific Crest Trail . volume 1: California” foi o livro motivador da aventura de Cheryl e que seguia também na sua mochila. Certo ou errado? Certo
    B3. Nos primeiros passos do trilho, a autora encontrou uma caixa metálica junto a uma vedação. Para que servia? Para os caminhantes registarem num caderno o seu nome e data do início da caminhada no PCT.
    B4. No primeiro dia da sua caminhada no PCT, recordou episódios do seu percurso de vida desviante. Sexo e drogas incluem-se nesses desvios. Certo ou errado? Certo.
    B5. Na sua primeira noite no trilho, Cheryl recolheu-se na sua tenda e leu, consolada, poesia. Poemas de William Faulkner. Certo ou errado? Errado
    B6. Quando foi criado o PCT? 2 outubro 1968
    B7. Qual o nome do primeiro ponto de reabastecimento de água do trilho? Golden Oak Springs
    B8. Os caminheiros costumam assustar-se com animais. No primeiro susto, Cheryl pensou tratar-se de um leão da montanha, depois de um alce. Mas afinal era um touro. O que afastou o animal? Um apito.
    B9. Cheryl tinha uma mancha negra no tornozelo. Qual a sua origem? Consumo de droga.
    B10. Encontrou-se com pessoas depois de uma semana de expedição. Qual a sua profissão? Mineiros
    B13. Um deles deu-lhe boleia até à autocaravana onde residia com a mulher. Foi aí que Cheryl passou a noite. Certo ou errado? Certo.
    B14. Segue de boleia para uma povoação, afastando-se do PCT. Arranjaram-lhe o fogão, abasteceu-se e alojou-se num motel. Aí foi informada de um pormenor atmosférico importante para a sua caminhada. Qual foi? A existência de neve em Serra Nevada.
    B15. Retomou o PCT e apercebeu-se que, no meio de toda a sua vasta bagagem e equipamento, se esqueceu de um precioso apoio para a sua caminhada. Qual? Bastão.
    B16. Ao chegar a Kennedy Meadows, onde levantaria a sua encomenda de provisões, uma ideia a dominava. Qual? Desistir de tudo e apanhar um transporte de regresso.
    B17. “Olá, deve ser a Cheryl Strayed” – era Greg. Como a conhecia? Pelo livro de registos no início do trilho.
    B18. Quem era considerado o guru dos caminheiros? Ray Jardine
    B19. Na mesma tarde em que se encontrou com Greg, experienciou a visão de um “animal tão alto como um frigorífico”. Qual era o animal? Urso
    B20. A seguir a esse animal, um outro se segue, não menos terrível. Qual? Uma cascavel agarrada à cauda de uma serpente.
    B21. Novo encontro de Cheryl com os humanos, durante a caminhada: eram Akbert e Matt, pai e filho, e, tal como Greg, também estranharam o volume do “monstro” de Cheryl. Certo ou errado? Certo.
    B22. O seu apelido “Strayed” aviva-lhe a memória do seu passado, pouco edificante. O que significava? Perdida, desviante.
    B23. Cheryl tinha chegado a Kennedy Meadows antes de Doug e Tom. Certo ou errado? Certo.
    B24. Quem dissera ter apostado em como Cheryl chegaria primeiro? Greg
    B25. Em Kennedy Meadows, recebe um postal que terminava com o verbo “amo-te”. Quem o escreveu? Joe
    B26. Albert estava apostado em esvaziar o “monstro” de Cheryl. Perguntou-lhe se “achava mesmo que iria precisar disto”. O que tinha na mão? Preservativos
    B27. William Faulkner destruído pelo fogo. Porquê? Aliviar o peso do “monstro”.
    B28. Quem deu a Cheryl uma pena preta luzidia? Doug
    B29. Quem deu lições a Cheryl sobre o uso da picareta de gelo? Greg.
    B30. Matt e Albert tiveram de recolher ao hospital. Porquê? Contraíram um parasita na água, o que lhes provocou diarreias.

    ResponderEliminar
  3. QUESTIONÁRIO 5 - Cordilheira da luz (III parte do "Livre")

    C1. Na 3ª parte, Cheryl encaminhava-se para High Sierra, partindo de Kennedy Meadows. Durante os primeiros 400 metros, levou companhia e o “monstro” ia mais leve. Certo ou errado? Certo
    C2. A altitude ia subindo, excedendo os 4000 metros. Certo ou errado? Errado. Mais de 3000 m
    C3. Encontrou Doug e Tom mais à frente e acamparam juntos. Ao jantar, Cheryl perguntou-lhes quem lhe tinha roubado os preservativos. Certo ou errado? Errado. Só se interrogou.
    C4. A caminhante resolve sair do trilho e contornar a High Sierra. Porquê? Instabilidade do gelo.
    C5. Quem a acompanhou nesse percurso? Greg.
    C6. Pernoitaram em Sierra City. Foi um tempo de reflexão para Cheryl: sobre a sua relação com Greg, com o pai, com a mãe e consigo própria. Certo ou errado? Certo
    C7. “Umas vezes (…) era arenoso, outras vezes rochoso, lamacento, pedregoso ou atapetado (…). Podia ser preto, castanho, cinzento ou castanho-claro. (…) o meu refúgio.” De que falava Cheryl? PCT
    C8. Cheryl continuava a sua caminhada no trilho, agora com a picareta de gelo, mas sem o bastão. Ou ao contrário? Exatamente o contrário: deixou a picareta na caixa e só lhe restava o bastão.
    C9. No percurso, teve um encontro meio “felino”, meio “canino” que muito a emocionou. De que se tratava? Uma raposa.
    C10. Depois de percorrer 70 km, Cheryl encaminhou-se para Quincy. Mas algo a orientou para Packer Lake Lodge. Qual a razão? A boleia de um casal que a deixou nessa localidade.
    C11. Exausta, esfomeada e sem dinheiro, Cheryl é brindada com um banho e uma sandes de carne biológica. Quem lhe oferece esses manjares? Christine e a sua família.
    C12.Antes de seguir viagem, acabou por fazer uma troca de livros com a família. Recebeu The novel de James Michever e entregou Complete stories de Flannery O’Connor. Certo ou errado? Certo
    C13. Duas estudantes universitárias deram-lhe boleia de caravana que a deixou no Parque de Campismo de Whitehorse. Certo ou errado? Certo
    C14. Por que razão não pernoitou aí? Falta de dinheiro.
    C15. Memórias do seu passado recente ocuparam-lhe a mente na caminhada. Como a história da morte da égua Lady, descrita com grande dramatismo, pormenor e emoção. Esta morte é associada a uma outra – qual? A da mãe de Cheryl.
    C16. Quem lhe oferece uma t-shirt com uma estampagem de Bob Marley? Paco que integrava um grupo de pescadores.
    C17. Em Belden Town, estava a almejada encomenda com a nota de 20 dólares. Qual foi a sua 1ª compra com esse dinheiro? 2 garrafas de limonada Snapple.
    C18. Cheryl conheceu mais pessoas que lhe dão notícias dos seus antigos companheiros. Ficou a saber que Greg continuava a caminhada. Certo ou errado? Errado. Tinha desistido.
    C19. Ficou a saber que existe um trilho mais curto do que o PCT. Qual era? AT – Appalachian Trail

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. QUESTIONÁRIO 6 - Selvagem (IV parte do "Livre")
      D1. A 4ª parte inicia-se com uma epígrafe de um importante político. De quem se trata? Winston Churchill
      D2. No seu desvio do trilho, devido à neve, Cheryl segue por autoestradas, procurando boleias. Jimmy Carter parou o seu Chrysler. O que fazia? Repórter da revista Hobo Times
      D3. O que era um Hobo? Um trabalhador itinerante que percorria grandes distâncias a pé.
      D4. Cheryl insistia que não era um hobo. Porquê? Porque era uma caminhante.
      D5. Seguidamente, é um Maverick que para. Dá-lhe boleia? Sim
      D6. Vai até Old Station, onde se encontra com Stacy e Trina. Certo ou errado? Certo.
      D7. Aí, faz 3 coisas que ainda não tinha feito: escreve durante algumas horas, fuma um cigarro e faz um telefonema de 1 hora. Para quem? Paul.
      D8. O monstro era agora o seu mundo, o seu “membro suplementar inanimado”, e o seu corpo estava mais robusto e fortalecido. Tinha, no entanto, um ponto fraco. Qual? Os seus pés.
      D9. Outro ponto fraco da caminhada era a reserva de água. O que aconteceu? O reservatório anunciado no trilho estava sem água.
      D10. Para não morrer de desidratação e insolação, tem de servir-se da água de um lago imundo. Como purifica o líquido? Pastilhas de iodo.
      D11. Quantas garrafas de 1 litro bebe? 4
      D12. Acaba por adormecer junto ao lago e é acordada por umas estranhas “mãozinhas frescas”. De que se tratava? Um “exército anfíbio”: rãs
      D13. Descansa em Cassel, onde conhece Rex (“grande e ruivo, comunicativo e gay”) fez a Cheryl uma preciosa sugestão. Qual? Contactar os vendedores das suas botas apertadas e pedir-lhes o envio por correio do tamanho maior. Era gratuito.
      D14. Em que localidade é que Cheryl acaba por receber através do correio as suas botas novas? Castle Crags.
      D15. Qual o livro que ocupava os seus momentos de leitura? “Lolita” de Vladimir Nabokob
      D16. São fornecidas informações históricas sobre o PCT. Quem o idealizou? Catherine Montgomery em 1926
      D17. Quais os outros impulsionadores do trilho? Clinton Clarke e Warren Rogers.
      D18. Cheryl precisava desesperadamente do seu no par de botas. Porquê? Tinha ficado sem as velhas: caiu-lhe uma e acabou por atirar fora a outra.
      D19. Qual o calçado alternativo? Sandálias.
      D20. Acaba por ter que criar ainda outra alternativa. Qual? Criou umas “botinhas” com fita gomada enrolada nas meias.
      D21. Por fim Castle Crags. As botas estavam à sua espera nos correios? Sim.
      D22. Para além da encomenda das botas, havia cartas. Quantas? 9
      D23. A viagem continua com alguns sustos e a perspetiva de uma Reunião da Família do Arco-Íris – “um grupo descomprometido de livres-pensadores”. Chega a realizar-se? Não.
      D24. Para além de encontros com cobras (cascavel), que outros animais assombram o percurso de Cheryl? Um urso e um lama
      D25. Também surpresas agradáveis, como um pêssego com bilhete que lhe deixaram em cima de uma mesa de piquenique. De quem foi a gentileza? De Sam e Helen.

      Eliminar
  4. QUESTIONÁRIO 7 - Caixa de chuva (V parte do "Livre")
    E1. “Caminho devagar, mas nunca volto para trás.” – A quem pertence esta frase-epígrafe no início da última parte? Abraham Lincoln
    E2. Nova etapa da viagem, com o estado da Califórnia a ficar para trás e o trilho a continuar em Oregon. Na caixa metálica de registo dos caminhantes, o que escreve Cheryl? “Consegui!”
    E3. Referência a um novo livro. Qual? “À espera dos bárbaros” de J.M. Coetzee
    E4. Ashland era um objetivo importante. Porquê? Encomenda nos correios com roupa e dinheiro.
    E5. Recebe um envelope almofadado com um colar. Quem lho oferecera? A sua amiga Laura.
    E6. Os seus pés recebem uma bênção celestial. Qual? Uma massagem de óleo feita por Susanna.
    E7.Finalmente, Cheryl “ia ter um encontro”. Com quem? Jonathan
    E8. Onde decorreu? Numa tenda onde Jonathan vivia.
    E9. Estava na altura de deixar Ashland. O próximo objetivo era Crater Lake, a 180 Km de distância. Certo ou errado? Certo.
    E10. Crater Lake é o lago mais profundo dos EUA e formara-se depois da erupção de um vulcão há mais de 7 000 anos. Certo ou errado? Certo.
    E11. O PCT de Oregon é mais panorâmico nas vistas do que o PCT da Califórnia. Certo ou errado? Errado.
    E12.Cheryl evoca mais uma vez as suas recordações da mãe, listando 7 aspetos que a caraterizavam como uma mãe organizada e diligente. Certo ou errado? Errado. Exatamente o contrário.
    E13. Qual a frase que ficou gravada na lápide da mãe de Cheryl? “Estarei sempre convosco”.
    E14. As cinzas foram deitadas na terra. Todas? Não. Cheryl engoliu grãos incinerados dos ossos da mãe.
    E15. Todos os órgãos de Bárbara foram doados. Certo ou errado? Errado. Só as córneas dos olhos.
    E16.Vamos tomando contacto com as leituras de Cheryl – desta vez um conjunto de ensaios de 1991. Certo ou errado? Certo.
    E17. Cheryl chega por fim ao Parque de Campismo do Crater Lake e avista o lago. Sempre com as suas memórias atrás: desta vez, uma interrupção de gravidez que tinha feito há uns meses atrás. Certo ou errado? Certo.
    E18. Cheryl seguiu o percurso entre Crater Lake e a Ponte dos Deuses. Para comer, bastava estender a mão. Porquê? Havia frutos silvestres com fartura.
    E19. Quem eram os Três Jovens Bravos? 3 “incríveis máquinas de caminhar” que Cheryl encontrou em Shelter Cove Resort.
    E20. A encomenda que levantou nos correios trouxe-lhe uma desagradável surpresa. Qual? Não tinha os habituais 20 £
    E21.Outro livro ocupava as suas leituras na tenda. Qual? The ten thousand things de Maria Dermoût
    E22.Cheryl tinha pouco mais de 6£ no bolso. Guardou-os ou gastou-os? Gastou-os num hambúrguer e coca-cola.
    E23.Dois caminheiros “que pareciam que tinham saído de um cartaz promocional das Forças Armadas” deixaram para Cheryl uma prenda no ribeiro. O que era? Lata de cerveja.
    E24.Menos agradável foi o outro grupo de homens que encontrou a seguir. Por que se sentiu insegura? Devido à conversa sexista e intimidatória de alguns deles.
    E25. Cheryl estava a uma semana do fim da sua caminhada e, depois da má experiência com o grupo de caçadores, descansou numa zona de lagos perto de Olallie Lake. Tinha a última encomenda para levantar onde seguiam os habituais 20 £. Certo ou errado? Errado. 40£

    ResponderEliminar
  5. QUESTIONÁRIO 8 - Caixa de chuva (V parte do "Livre")
    E26.Para além da encomenda, havia 3 cartas. Certo ou errado? Certo
    E27. Reencontrou-se com os Três Jovens Bravos no parque de campismo, a quem ofereceu uma fatia de bolo. Certo ou errado? Certo.
    E28.Tiveram um reconfortante serão junto à lareira em casa do guarda florestal, conversando sobre episódios cómicos da vida dos caminheiros. Certo ou errado? Errado. O guarda só falou de mortes.
    E29.Cheryl foi batizada pelo Três Jovens Bravos com uma alcunha. Qual? Rainha do PCT.
    E30. A antecipar o final da sua caminhada, recebe a visita da sua amiga de Portland. Quem era? Lisa.
    E31. Mais manifestações de carinho: a sua amiga Gretchen envia-lhe uma encomenda com chocolates e vinho. Certo ou errado? Certo.
    E32. Novo reencontro que deixa Cheryl feliz: Greg. Certo ou errado? Errado. Doug.
    E33. Outra referência a leituras da caminhada de Cheryl. Qual o livro? Acabou por queimá-lo ou não? The dream of a common language. Não o queimou.
    E34. A 80 km do fim do seu trajeto na Ponte dos Deuses, Cheryl decide deixar a companhia dos amigos e fazer a distância final tal como tinha começado: sozinha. Certo ou errado? Certo.
    E35. “Eu e o PCT já não estávamos empatados. A pontuação era agora 4-6, com vantagem para o trilho”. Qual era o jogo? Número de unhas que já tinham caído a Cheryl durante o trilho (6).
    E36. A 2 dias de fazer 27 anos, Cheryl chega à Ponte dos Deuses. Tocou-lhe. Em que cidade ficava? Que rio atravessava? Cascade Locks; Columbia
    E37. Celebra a chegada numa geladaria. O que pede? Cone de chocolate e baunilha.
    E38. O relato termina no mesmo banco onde comeu o seu gelado, mas antecipando já alguns passos do seu futuro: o casamento e os filhos. Reatou com Paul? Casou-se com Doug? Com Rick? Não, não e não. (ver dedicatória na p.7)

    ResponderEliminar